• Escafandro Cursos Livres

Ménage literário

Eles, ela e um churro


Um curta-metragem que é um conto que é um ensaio sobre o processo de escrita de um personagem que é um ator que é o autor. Se você busca uma experiência de fruição textual que passa por diferentes mídias, aqui vai a nossa sugestão. Em 2016, Jacques Fux* escreveu o conto Ménage à trois para a Revista Bula. O texto se transformou no curta-metragem “Ménage literário: uma investigação sobre a escrita de Jacques Fux”, dirigido por Rodrigo Lopes de Barros, crítico, cineasta, escritor e atualmente Professor Assistente de Estudos Latino-americanos na Universidade de Boston. Ele havia também escrito o ensaio crítico “Jacques Fux, um Pierre Menard tropical”. Em seguida, surgiu o livro “Ménage Literário, Literary Menage, Ménage Literario”, uma parceria entre Rodrigo e Jacques, da Relicário Edições (2019).


Segue um trecho da orelha do livro, por Randal Johnson (University of California, Los Angeles):

No conto “Ménage à trois” e no filme Ménage literário: uma investigação sobre a escrita de Jacques Fux, dirigido por Rodrigo Lopes de Barros, Fux evoca ou dialoga com David Foster Wallace, Carlos Drummond de Andrade, Susan Sontag, Charles Baudelaire, Jacques Prévert, Fernando Pessoa, James Joyce e possivelmente outros escritores, ressignificando textos alheios na sua própria criação. Na narrativa das duas obras, um encontro casual num café entre um homem e uma mulher desconhecida – assim como o encontro que Baudelaire descreve em “À une passante” – dá margem a reflexões, por parte do narrador (masculino), a respeito de desejo, de prazer, de pecado, de religiosidade, de tesão e a atração pelo inacessível. (Randall Johnson)

E aqui vai o filme, para completar o seu mergulho!

*Professor dos cursos Borges e quixote: leituras infinitas do romance moderno e Autoficção: romance, ficção, literatura, autobiografia


20 views
  • YouTube
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2023 by Networking Talks.  Proudly created with Wix.com