top of page

Haverá harmonia entre jornalismo e Inteligência Artificial?

Considerações sobre a relação entre I.A. e jornalismo na sociedade



inteligencia artificial jornalismo

Propriedade intelectual, criatividade, velocidade, credibilidade e medo são as primeiras ideias que me vêm à mente quando penso em jornalismo no contexto de Inteligência Artificial.


Terminei recentemente o curso Como usar o chat GPT e outras ferramentas de I.A. generativa na sua redação promovido pelo Knight Center for Journalism in the Americas. Enumero aqui alguns aspectos de destaque, em linhas gerais:


  1. A I.A. traz facilidades para o jornalismo em várias tarefas: moderação de comentários inadequados, tradução, transcrição de textos, produção de relatórios, monitoramento de público etc.

  2. O monopólio das big techs na oferta de ferramentas é um complicador em termos de controle da informação, propriedade intelectual e determinação de custos, por exemplo.

  3. A I.A. no jornalismo encurta processos simples e repetitivos em larga escala e permite mais tempo para aprofundar investigações e elaborações criativas.

  4. A questão de ética e regulamentação da I.A. passa por todos os setores da sociedade.

  5. A eficácia da I.A. na produção jornalística está ligada a fazer as perguntas certas, tanto na decisão de adotar uma ferramenta como no uso operacional.

  6. É preciso ter atenção aos vieses e preconceitos que podem ser reproduzidos pela I.A., afinal, trata-se de uma criação humana.

  7. Não insira informações sensíveis ou sigilosas nas ferramentas, pois elas funcionam a partir de coleta e retenção de dados.

  8. Considere o conteúdo resultante de uma ferramenta de I.A. generativa como material inicial não-verificado, já que dados confiáveis e duvidosos são coletados sem filtros.

  9. O uso da I.A. na atividade jornalística requer supervisão humana e deve ser transparente para o público.

"Para que o potencial da tecnologia seja aproveitado, utiliza-se o conceito de Silverstone, segundo o qual o jornalista precisa domesticá-la." João Canavilhas, em entrevista a Branco di Fátima publicada na Revista Estudos em Jornalismo e Mídia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) sobre impactos da I.A. no Jornalismo - vol. 20, n. 1, mar./jul. 2023

Estas e outras questões de estética e cultura são tema do nosso mergulho on-line em Inteligência Artificial com uma convidada especialíssima no dia 20 de novembro, clique na imagem para saber os detalhes e garantir sua vaga:




Referências - panorama sobre Inteligência Artificial em Jornalismo

O uso inteligente da IA no jornalismo, por Eduardo Tessler no site Meio&Mensagem.

Avanço das tecnologias de IA no jornalismo exige profissionais melhor preparados, por Letícia Coimbra e Rafael Duarte na Revista Contraponto da PUCSP.

A era da Inteligência Artificial chegou ao jornalismo, por Tainah Ramos no site da Associação de Jornalismo Digital.

Uma oficina interessante de Introdução à Inteligência Artificial para Jornalistas foi dada pelo líder do Google News Lab do Brasil, Marco Túlio Pires, no CODA.Br on-line organizado pela Escola de Dados em 2020. Apesar da data relativamente distante, a apresentação dos conceitos básicos é super válida para começar a entender o assunto. A plataforma de cursos do Google News Initiative também oferece treinamentos gratuitos e conteúdo para atualização em Jornalismo Digital.


Por Carol Assunção - Jornalista, Consultora, Professora e Pesquisadora

Escafandro Cursos Livres

Comments


bottom of page